account icon arrow-left-long icon arrow-left icon arrow-right-long icon arrow-right icon bag-outline icon bag icon cart-outline icon cart icon chevron-left icon chevron-right icon cross-circle icon cross icon expand-less-solid icon expand-less icon expand-more-solid icon expand-more icon facebook-square icon facebook icon google-plus icon instagram icon kickstarter icon layout-collage icon layout-columns icon layout-grid icon layout-list icon link icon Lock icon mail icon menu icon minus-circle-outline icon minus-circle icon minus icon pinterest-circle icon pinterest icon play-circle-fill icon play-circle-outline icon plus-circle-outline icon plus-circle icon plus icon rss icon search icon shopify icon snapchat icon trip-advisor icon tumblr icon twitter icon vimeo icon vine icon yelp icon youtube icon
Carrinho (0)
Adicionados recentemente
0 Item Total R$ 0,00

Não disponível

Carrinho (0)

Adicionados recentemente

0 Itens

Total R$ 0,00

Não disponível

para ler na páscoa e comer chocolate sem culpa

posted 2018 Dec by

Vocês leram nos jornais que chocolate amargo é ótimo para o coração? Ajuda a manter a pressão baixa, limpa as artérias, combate os radicais livres, em três palavras: é o máximo. Chocolate, como todo mundo de bom gosto sabe, é a coisa mais perfeita já inventada pelo ser humano. Basta dizer que muita gente só compara chocolate a orgasmo, e assim mesmo depende do orgasmo. E é muito mais prático, já que pode ser saboreado sem problemas na frente de todo mundo, em qualquer lugar e hora, por qualquer pessoa de qualquer idade.

Essa delícia universal surgiu há mais de três mil anos entre os povos maias, toltecas e astecas. Era uma bebida especialíssima feita de sementes de cacau, torradas e socadas no pilão com pimenta, baunilha, urucum e às vezes milho, mel e flores secas. Chamava-se xocoatl, ou água amarga. Bebia-se quente ou fria. Os espanhóis, que enlouqueceram com ela no México, em 1519, levaram a fórmula para a Espanha e a trancafiaram nos mosteiros. Mas ela conseguiu escapar do claustro, entrou na história e em 1606 o chocolate já começava a ser bebido na Europa. Só em 1847 surgiu o primeiro chocolate em barra.

O grande barato do chocolate é que ele acalma e excita ao mesmo tempo. É rico em estimulantes como cafeína e teobromina, e alguns de seus aminoácidos conseguem alterar as propriedades das células nervosas de forma idêntica ao thc da maconha, ou seja, mudando a onda.

Com chocolate as pessoas ficam mais eufóricas mas também mais distraídas. Ele acelera os batimentos do coração, aumenta a pressão sanguínea e eleva o nível de glicose no sangue, proporcionando uma sensação de bem-estar físico semelhante somente à do pós-coito. Seu poder estimulante vem principalmente da cafeína, que age sobre o sistema nervoso central, coração, circulação sanguínea e rins; combate a depressão respiratória, reduz o cansaço, melhora a coordenação motora, aumenta a atividade sensorial e afasta o sono. Em compensação, pode causar irritabilidade, ansiedade, nervosismo, tremores, dor de cabeça e insônia.

Esse quase santo remédio, embora seja feito com uma gordura saturada que é a manteiga de cacau, não só não aumenta a taxa de colesterol do sangue como ainda ajuda a evitar que o colesterol se aglomere nas paredes das artérias.

Médicos do início do século consideravam o chocolate puro um alimento substancial e salutar, estimulante dos órgãos digestivos, reparador, conveniente aos temperamentos fracos e às pessoas idosas. E muitas fontes juram que ele não faz mal ao fígado, cada um que se entenda com o seu.

Brillat-Savarin, o maior gastrônomo da história (1755-1826), fez assim sua louvação ao chocolate: – É um poderoso restaurador. Se alguém tiver trabalhado demais em vez de dormir, alguém que se sentir temporariamente fraco das ideias, alguém que sinta o ar sufocante, o tempo custando a passar e a atmosfera impossível de suportar, deixem alguém que esteja atormentado por uma obsessão que o impeça de pensar com clareza, deixem que todos eles se tratem com meio litro de chocolate… e verão acontecer um milagre.

O Brasil demorou a ter bons chocolates amargos, com mais massa de cacau, portanto mais benéficos. Agora começam a chegar ao mercado inovações que valorizam o lado amargo da vida.
Lendas maias e astecas dizem que as sementes de cacau vieram do paraíso para dar sabedoria e poder a quem as come. Portanto, irmãos, comei chocolate e lambuzai-vos! Lembrai-vos, porém, de que muita sabedoria emburrece e muito poder enfraquece, portanto cuidai de poupar o prazer – apenas para que ele seja maior e mais intenso, e que se repita muitas, muitas e muitas vezes, amém.

Comments

Leave a comment