account icon arrow-left-long icon arrow-left icon arrow-right-long icon arrow-right icon bag-outline icon bag icon cart-outline icon cart icon chevron-left icon chevron-right icon cross-circle icon cross icon expand-less-solid icon expand-less icon expand-more-solid icon expand-more icon facebook-square icon facebook icon google-plus icon instagram icon kickstarter icon layout-collage icon layout-columns icon layout-grid icon layout-list icon link icon Lock icon mail icon menu icon minus-circle-outline icon minus-circle icon minus icon pinterest-circle icon pinterest icon play-circle-fill icon play-circle-outline icon plus-circle-outline icon plus-circle icon plus icon rss icon search icon shopify icon snapchat icon trip-advisor icon tumblr icon twitter icon vimeo icon vine icon yelp icon youtube icon
Carrinho (0)
Adicionados recentemente
0 Item Total R$ 0,00

Não disponível

Carrinho (0)

Adicionados recentemente

0 Itens

Total R$ 0,00

Não disponível

Óleo de coco rançoso? Devolva!

posted 2018 Dec by

Aconteceu comigo duas vezes: abri o vidro e o óleo não estava com aquele cheirinho bom de coco. Botei na boca e ela ficou amarga. O nome disso é ranço.

Calor, ar, luz, traços de metal (ferro, zinco, o metal da tampa), sal, água, bactérias e fungos, tudo isso faz a gordura ficar rançosa mais rápido, onde quer que esteja. Manteiga rançosa é muito comum. Azeite que dura muito, rança. Pimenta em azeite. Todos os óleos. Castanhas de caju e do-pará, como todas as outras oleaginosas, rançam: a gente morde e sente o amarguinho, ou amargão, e conforme for engole ou cospe. E é melhor cuspir mesmo, porque gordura rançosa exerce um efeito nocivo sobre todas as gorduras boas que estão dentro do corpo. Em excesso, estressa muito e a gente fica um ranço só.

Tenho recomendado óleo virgem de coco a todo mundo, especialmente para combater fungos. Olho vivo: se estiver rançoso, devolva.

Comments

Leave a comment