account icon arrow-left-long icon arrow-left icon arrow-right-long icon arrow-right icon bag-outline icon bag icon cart-outline icon cart icon chevron-left icon chevron-right icon cross-circle icon cross icon expand-less-solid icon expand-less icon expand-more-solid icon expand-more icon facebook-square icon facebook icon google-plus icon instagram icon kickstarter icon layout-collage icon layout-columns icon layout-grid icon layout-list icon link icon Lock icon mail icon menu icon minus-circle-outline icon minus-circle icon minus icon pinterest-circle icon pinterest icon play-circle-fill icon play-circle-outline icon plus-circle-outline icon plus-circle icon plus icon rss icon search icon shopify icon snapchat icon trip-advisor icon tumblr icon twitter icon vimeo icon vine icon yelp icon youtube icon
Carrinho (0)
Adicionados recentemente
0 Item Total R$ 0,00

Não disponível

Carrinho (0)

Adicionados recentemente

0 Itens

Total R$ 0,00

Não disponível

No outono é bom comer amendoim

posted 2018 Dec by

O tempo foi ficando mais seco e deu vontade de comer amendoim torradinho. Ô delícia.

Ele andou banido dos cardápios saudáveis porque tem uma tendência a desenvolver fungos que liberam toxinas brabas quando é armazenado em locais úmidos, e os produtores brasileiros pareciam não ter cuidado com isso. Mas já faz tempo. E nem sei se não foi mais um boato espalhado pelo lobby da soja, que depois entrou no mercado com sojinha torrada, argh, a pontinha de um imenso iceberg de soja inadequada para a saúde humana, mas isso é outro assunto. Que já está há tempos no Correcotia.

E por que comer amendoim no outono? Porque ele nutre e umedece os pulmões, sendo especialmente indicado para o sistema respiratório. Diz o médico e professor Ysao Yamamura, em seu livro Alimentos – aspectos energéticos, que “o amendoim combate o estado yang dos pulmões, que provoca a tosse tipo yang, como a coqueluche, tosse seca e tuberculose pulmonar”. Mais uma informação dele, especial para quem também gosta de um vinhozinho nas noites mais frias: o óleo dos amendoins protege a mucosa gástrica da ação do álcool e age beneficamente sobre o sistema baço-pâncreas, impedindo alguns efeitos colaterais desagradáveis que a MTC chama de umidade/calor.

Fora isso o amendoim é uma fonte rica de vitaminas do complexo B, tem bastante fibra e é rico em zinco e selênio. Pode ser um lanchinho maravilhoso naquela hora em que o mundo vai cair se a gente não comer alguma coisa. Porém…

Bem, porém muita gente é alérgica a ele. A maior parte das mortes por alergia nos Estados Unidos está ligada ao amendoim. Não costumo confiar totalmente nesse tipo de informação, porque não sei como a pesquisa foi realizada, mas sei que o povo de lá come manteiga de amendoim direto, e ela pode não ser feita só com ele, levar açúcar e óleo vegetal refinado. Um dos estudos aponta para uma interação negativa com a soja. Será que estão colocando soja na manteiga de amendoim? Credo.

Mas não dá para esquecer que o amendoim faz parte da enorme família das leguminosas, que inclui todos os feijões, grão-de-bico, lentilhas, ervilhas, vagens e a própria soja. Hipócrates, em 400 aC, já sabia que essa família é nutritiva, porém tóxica. Outro médico, o dr Raul Barcellos, desenvolveu uma dieta contra câncer e alergias que também proíbe as leguminosas, amendoim incluso.

Amendoim, portanto, é como tudo na vida: tem que saber administrar.

Principalmente quando está no forno, pra não torrar demais e estragar tudo.

:::::::::::::::::::

PS – Existe um selo de qualidade da ABICAB destinado a garantir a baixa toxicidade dos amendoins.

Comments

Leave a comment