ninfa e fauno
livros de sonia hirsch BLOG | EXTRAS | CONTATO | COMPRAR | HOME
 
sonia hirsch Sonia Hirsch nasceu em 1947, São Paulo.

Aos 17 anos começou a escrever n'A Semana Portuguesa, em São Paulo, e no Diário do Povo, de Campinas; no ano seguinte foi para a sucursal carioca da Editora Abril, onde ficou cinco anos. Passou a fotografar além de escrever. Dirigiu a divisão de histórias em quadrinhos da antiga Rio Gráfica, hoje Editora Globo. Criou, dirigiu, produziu e musicou peças de teatro infantil.

Entre 1976 e 1982 estudou alimentação e medicina natural e oriental. Retomou a atividade jornalística com o objetivo de escrever sobre seu novo campo de conhecimento: a alimentação como base da saúde.

Em dezembro de 83 publica seu primeiro livro, PRATO FEITO, pelo selo Ibase-Codecri. Logo saem mais três pela Editora Rocco - SEM AÇÚCAR COM AFETO, MAMÃE EU QUERO e O MENINO QUE NAO QUERIA COMER - e um autopublicado, DEIXA SAIR, em dezembro de 1985. Desde então vai resgatando os contratos e passa a ser sua própria editora.

Em parceria com Newton Montenegro de Lima, designer de seus primeiros livros, publica uma série de panfletos informativos para distribuição gratuita. Faz cartilhas em quadrinhos sobre alimentação e aleitamento materno com desenhos de Cesar Lobo. Dirige e apresenta um programa semanal sobre saúde na Radio Mec do Rio de Janeiro. Em 1986 traduz e publica bolo'bolo, utopia anarquista de autor anônimo. Em 1987 lança DIDÓ, O CURANDEIRO, ficção para o público infanto-juvenil.

Em 87 é eleita membro bolsista da Ashoka, fundação internacional de apoio a empresários sociais. Publica INHAME INHAME, O MELHOR DA FESTA e BOCA FELIZ.

Em 1990 escreve e publica MANUAL DO HERÓI, que coloca ao alcance de leigos e estudiosos os conhecimentos básicos da medicina e da dietética chinesas; com este livro ultrapassa o conceito de alimentação natural e entra nas questões mais profundas da alimentação.

Em 1992 completa um banco de dados sobre valores nutricionais e começa a escrever O MÍNIMO PARA VOCÊ SE SENTIR O MÁXIMO, lançado em maio de 1993, marcando o inicio de um ciclo científico em seu trabalho. Cesar Lobo faz a capa e o design das aberturas de capítulo.

No principio de 1995 lança SÓ PARA MULHERES, um extenso trabalho de pesquisa sobre a saúde da mulher, abrangendo todos os temas femininos desde a menarca até a menopausa. Novamente é com Cesar Lobo a parceria visual gráfica.

Também com Cesar, em 1996 ousa um contato mais íntimo com seus leitores e apresenta OS GATOS, uma autogatobiografia em texto e fotos, lançada em parceria com a Mauad Editora.

Em 1997 apresenta A DIETA DO DR. BARCELLOS CONTRA O CÂNCER (E TODAS AS ALERGIAS).

Em 1998  produz o ALMANAQUE DE BICHOS QUE DÃO EM GENTE, mini-dicionário de parasitas de toda espécie.

Em 1999 lança a nova versão de DIDÓ, ilustrada a cores por Cesar Lobo e Elihu Duayer

Em 2000 lança o novo SÓ PARA MULHERES, atualizando as informações do livro e alterando seu formato.

Em 2001 atualiza e aumenta em 12 páginas o ALMANAQUE DE BICHOS, incluindo informações importantes sobre o tratamento das parasitoses.

Em 2002 lança MEDITANDO NA COZINHA, coleção de 25 crônicas ilustradas por Celina Gusmão, publicadas originalmente na revista Bons Fluidos.

Em 2005 escreve e lança ATCHIIIM!, sobre as formas caseiras de entender, tratar e evitar gripes, resfriados, alergias & derivados.

Em 2007 lança sua segunda coletânea de crônicas, PAIXÃO EMAGRECE AMOR ENGORDA, a convite da editora Sextante.

Em 2009 abre um blog intitulado Deixa Sair e publica pela Correcotia o terceiro volume da trilogia de crônicas, AMIGA COZINHA.

FOTO CARLOS ARTUR DE PEDER

 
MAPA ASTRAL
POR FERNANDO FERNANDES
 
ENTREVISTA AO ARAUTO DA SERRA
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
livros de sonia hirsch BLOG | EXTRAS | CONTATO | COMPRAR | HOME